Inteligência Emocional

“Qualquer um pode zangar-se, isso é fácil. Mas zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo e da maneira certa, não é fácil.” Aristóteles

Reconhecer nossos sentimentos, e o sentimentos dos outros, é de fundamental importância para termos relações saudáveis em todas as areas das nossas vidas.

No seu livro, Inteligência Emocional, Daniel Goleman nos ajuda a entender o que é, como desenvolver e usar a Inteligência Emocional em nossas vidas.
Ele destaca 5 habilidades fundamentais:

“Autoconhecimento emocional: reconhecer as próprias emoções e os sentimentos quando ocorrem. “
– Aprender a identificar e entender seus sentimentos e modificá-los quando necessário. Ter autopercepção e autocrítica.

“Controle emocional: saber lidar com os próprios sentimentos, adequando-se as situações vividas.”
– Controlar ao invés de sufocar seus sentimentos. Aprender com os erros e experiências. Utilizar recursos quando perceber que algo está fora do controle. Usar técnicas de relaxamento, respiração, contar até 10 etc.

“Automotivação: saber canalizar as emoções a serviço de um objetivo ou realização pessoal.”
– Pensar positivamente, administrar as emoções para alcançar os propósitos, criar metas alcançáveis.

“Reconhecimento de emoções em outras pessoas: perceber e reconhecer os sentimentos dos outros, ter empatia.”
– Identificar, reconhecer e respeitar os sentimentos dos outros e reagir adequadamente a eles, ser pró-ativo e ter empatia.

“Habilidade em relacionamentos interpessoais: interação com outros indivíduos utilizando competências sociais. “
– Respeito, educação, flexibilidade, empatia, assertividade são fudamentais nas relações interpessoais.
Ter o entendimento do outro, o que os motiva e como buscar a cooperação.

A maneira como cada um escolher para lidar com suas emoções garantirá a qualidade de sua vida e de suas relações. A Inteligência Emocional garantirá uma vida saudável, com relações inter e intrapessoais equilibradas, resultando em satisfação, felicidade e realização.
A falta de Inteligência Emocional sabota a capacidade das pessoas pensarem com clareza e, consequentemente, faz com que elas tomem decisões precipitadas o que pode gerar frustração, estresse, falta de dinamismo e dificuldade de relacionamento com pessoas.

Fontes:
Inteligência Emocional- Daniel Goleman
Dicas Profissionais- Mariana Perizoto
Estruturas da Mente- Howard Gardner

 

Lenora de Oliveira Santos

Contato

Av. das Hortênsias, 2676, loja 6, Ed. Vale do Quilombo, Centro, Gramado, RS

Visualizar no Waze