Boa aparência

 

“Ter estilo é adequar-se aos compromissos.”

Afinal, “ninguém vai à igreja de roupa de praia e nem à praia com roupa de missa.”

Muito mais do que ter  rosto e corpo bonitos, a boa aparência contempla o conjunto que a pessoa apresenta:

comportamento, atitudes, vocabulário, estilo, corte de cabelo, unhas limpas, dentes bem cuidados etc.

A boa aparência é o reflexo do cuidado que a pessoa tem consigo mesma.

Porém, no âmbito profissional, conhecer e respeitar as competências comportamentais exigidas garantirá, não só o bom desempenho como, também,  ajudará no crescimento.

Cada empresa tem seu conjunto de normas, seu estilo próprio e cabe ao profissional adequar-se a ele ou, caso não consiga, buscar empresas que se alinhem ao seu estilo.

Sendo assim, é muito importante que, quando o profissional, estiver em busca de emprego, analise a empresa e escolha a que mais adequada ao seu perfil para que sua atuação seja prazerosa e obtenha resultados mais significativos.

Muitas empresas não dão treinamento para os novos funcionários, mas para garantir o seu bom desempenho, vale pedir o manual de conduta e/ou pedir ajuda para o seu líder.

Modelar o comportamento de profissionais que se destacam, positivamente, é de grande valia.

Atitudes positivas como o bom humor, motivação, respeito, dinamismo e boa fluidez verbal ajudam a compor a boa aparência.

A boa aparência compõe, mas não invalida as competências técnicas.

 Lenora de Oliveira Santos

 Fontes: Disney Institute, Anthony Robbins e Bredon Burchard

Contato

Av. das Hortênsias, 2676, loja 6, Ed. Vale do Quilombo, Centro, Gramado, RS

Visualizar no Waze